Oceanos

Publicações | Membros

 

Coordenadores:

 

MOACYR CUNHA DE ARAÚJO FILHO

moacyr (1)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3645486282001832

moa.ufpe@gmail.com

Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Recife, PE

 

DÓRIS REGINA AIRES VELEDA

doris2

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7803469699401969

doris.veleda@ufpe.br

Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Recife, PE

 

Os oceanos têm papel fundamental na regulação do clima, acumulando calor e contribuindo para a manutenção da vida no planeta. A sobrecarga térmica decorrente da queima de combustíveis fósseis é em parte absorvida pelos oceanos, resultando em efeitos indesejados, tanto nos ecossistemas marinhos, quanto nos continentes. Tal desequilíbrio aumenta, por exemplo, a frequência de ocorrência de eventos extremos, como secas e chuvas exageradas. O excesso de carbono nos oceanos gera também mais hidrogênio livre nas águas, acidificando-as – e isso dificulta a formação e a trajetória natural de evolução de algumas espécies de animais (ex.: corais), que precisam de um ambiente com níveis equilibrados de carbonato para se desenvolver. A sub-rede Oceanos atua em duas frentes básicas de ações de pesquisa. A primeira delas é baseada na observação e identificação de mudanças através de medições realizadas por sensores instalados em boias, em satélites e mesmo a partir de dados coletados em cruzeiros oceanográficos. A segunda é a modelagem matemática, que oferece possibilidades de investigação sobre os cenários futuros de interação entre oceanos, atmosfera e continentes. Estes estudos têm servido também para orientar políticas públicas. Consegue-se, por exemplo, observar o Atlântico tropical e fazer inferências sobre a ocorrência de inundações e até de casos de dengue em cidades costeiras, o que tem grande importância para órgãos como a Defesa Civil e para aqueles ligados à Saúde Pública.

Atualizado 21/11/2016





powered by webccst