Quem somos

 

A Rede Brasileira de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas Globais – Rede Clima constitui-se em um importante pilar de apoio às atividades de Pesquisa e Desenvolvimento do Plano Nacional de Mudanças Climáticas para atender às necessidades nacionais de conhecimento sobre mudanças do clima, incluindo a produção de informações para formulação de políticas públicas. Foi instituída pelo então Ministério da Ciência e Tecnologia em sua Portaria nº 728, de 20 novembro de 2007, e alterada pelas Portarias nº 262 de 2 de maio de 2011 e no-1295 de 16 de dezembro de 2013.

 

ATUAÇÃO

A Rede Clima atua para atender as necessidades nacionais de conhecimento científico obre o tema e para dar apoio à diplomacia brasileira nas negociações internacionais sobre as mudanças climáticas globais.

A Rede Clima elabora análises sobre o estado do conhecimento das mudanças climáticas no Brasil, nos moldes dos relatórios do IPCC, porém com abordagens setoriais mais específicas para subsidiar a formulação de políticas públicas nacionais e internacionais. Seu foco científico cobre questões relevantes das mudanças climáticas, tais como:

  • A base científica das mudanças climáticas: detecção e atribuição de causas; entendimento da variabilidade natural versus mudanças climáticas de origem antrópica; ciclo hidrológico e ciclos biogeoquímicos globais e aerossóis; capacidade de modelagem do sistema climático;
  • Estudos de impactos, adaptação e vulnerabilidade para sistemas e setores relevantes, tais como: agricultura e silvicultura, recursos hídricos, biodiversidade e ecossistemas, zonas costeiras, cidades, economia, energias renováveis e saúde;
  • Desenvolvimento de conhecimento e tecnologias para a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas.

A Rede Clima tem abrangência nacional, envolvendo dezenas de grupos de pesquisa em universidades e institutos. Estas estão distribuídas nas diversas regiões do país, o que provê capilaridade para a Rede, assim como potencializa a transferência e difusão das informações geradas.

 

MISSÃO

Gerar e disseminar conhecimentos para que o Brasil possa responder aos desafios representados pelas causas e efeitos das mudanças climáticas globais.

 

OBJETIVOS

A Rede Clima tem por finalidade:

(i) gerar e disseminar conhecimentos e tecnologias para que o Brasil possa responder aos desafios representados pelas causas e efeitos das mudanças climáticas globais;

(ii) gerar cenários futuros globais e regionais de mudanças climáticas através do modelo brasileiro do sistema terrestre – BESM;

(iii) produzir dados e informações necessárias ao apoio da diplomacia brasileira nas negociações sobre o regime internacional de mudanças do clima;

(iv) realizar estudos sobre os impactos das mudanças climáticas globais e regionais no Brasil, com ênfase nas vulnerabilidades do País às mudanças climáticas;

(v) estudar alternativas de adaptação dos sistemas sociais, econômicos e naturais do Brasil às mudanças climáticas;

(vi) pesquisar os efeitos de mudanças no uso da terra e nos sistemas sociais, econômicos e naturais nas emissões brasileiras de gases que contribuem para as mudanças climáticas globais;

(vii) contribuir para a formulação e acompanhamento de políticas públicas sobre mudanças climáticas globais no âmbito do território brasileiro;

(viii) contribuir para a concepção e a implementação de um sistema de monitoramento de alertas de desastres naturais para o país;

(ix) realizar estudos sobre emissões de gases de efeito estufa em apoio à realização periódica de inventários nacionais de emissões de acordo com o Decreto nº 7.390 de 9 de dezembro de 2010;

(x) promover a integração das pesquisas realizadas pelas sub-redes da Rede Clima de forma transversal;

(xi) contribuir para a concepção e implementação de sistemas observacionais para detecção de impactos das mudanças climáticas, atribuição de suas causas e de seus efeitos nos sistemas humanos e naturais; e

(xii) apoiar os trabalhos do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas.





powered by webccst